Mulheres

A busca da identidade na adolescência

Mulheres busca 218854

O papel do homem e da mulher é constituído culturalmente e muda conforme a sociedade e o tempo. Dessa forma, cor de rosa para as meninas e azul para os meninos. Ou seja, as meninas brincam de boneca, de casinha, de fazer comida, de limpar a casa, tudo isto dentro do lar. Eles jogam bola, brincam de carrinho, de guerra, etc. Até nos jogos os meninos comandam. A sexualidade reduzida à genitalidade se apresenta para as mulheres como algo sujo, vergonhoso, proibido. A sua sexualidade é negada, reprimida e temida. A mulher pode gerar um filho, e isto que em si é uma fonte de poder tem sido controlado e tem determinado outros papéis diminuindo as possibilidades e limitando a vida das mulheres em outros âmbitos, como por exemplo, no campo do trabalho. Diferentes estudos mostram que em geral as mulheres ganham menos que os homens em todos os campos, e que as mulheres têm menos possibilidades de obter um cargo diretivo.

O que acontece no útero

Meninos e meninas passam a contestar o que os adultos dizem. Ora falam demais, ora ficam calados. Surgem os namoricos, as implicâncias e a vontade de conhecer intensamente o mundo. A inconstância, nesse caso, é sinônimo de ajuste. É comum que aflorem sentimentos contraditórios: ao mesmo tempo em que deseja se parecer com um homem-feito ou uma mulher, o adolescente tende a rejeitar as mudanças por receio do desconhecido.

Leave a Reply

Your email address will not be published.